Cadê a justiça nesses casos